sábado, 1 de outubro de 2011

A Pala Re-vista uma forma diferente de se contar a história de Feira de Santana

Foi o que conferiu a reportagem do Terra de Lucas no lançamento dessa nova publicação produzida por acadêmicos do curso de história da Universidade Estadual de Feira de Santana, com uma tiragem impressa de 750 exemplares que tem distribuição gratuita e uma versão digital disponibilizada no Blog da Revista.

De acordo com o acadêmico e membro do conselho editorial João Pedro, A Pala Re-vista se propõe a estudar a historia de Feira de Santana sob um ponto de vista nunca antes tratado por outras publicações e tornar o conteúdo público além do espaço universitário.

A revista começou o processo de produção a cerca de dois anos, envolvendo todos os processos necessários e hoje conta com um conselho editorial de sete pessoas e a produção de estudos e textos que tem o envolvimento dos cerca de 300 estudantes do curso de história, e ainda com o conselho consultivivo que reúne professores de UEFS e de outras universidades da Bahia.

A concepção de história encontrada nos textos, que de acordo com o editorial, é de novas leituras e interpretações da cidade de Feira tendo como personagens aquelas pessoas que foram importantes no processo de construção da historia, mas que são marginalizadas pela maioria das outras publicações. “A leitura é a partir dos subalternos, daqueles que não tem muito espaço na história, porque a história acostumou falar de pessoas vitoriosas, das histórias dos indivíduos, mas a gente tá pretendendo tornar público o povo, aqueles sujeitos que não são muito vistos na hisriografia, mas que por outro lado são fundamentais para compor a história que são: os trabalhadores, as donas de casa... enfim todos que de fato constroem a história” explicou João Pedro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Há 07 anos, o melhor!